Pular para o conteúdo

Noticías

Jornalistas iberoamericanos e um especialista em saúde vão selecionar finalistas e vencedores do Prêmio Roche 2022

setembro 15, 2022
Jornalistas iberoamericanos e um especialista em saúde vão selecionar finalistas e vencedores do Prêmio Roche 2022

A fase final de avaliação e seleção dos trabalhos inscritos no Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde 2022 já está em andamento. Sete jornalistas iberoamericanos e um especialista em saúde estão revisando, desde 30 de agosto, os trabalhos jornalísticos pré-selecionados para escolher os finalistas e vencedores desta décima edição do prêmio.

Neste ano, estão sendo avaliados trabalhos inscritos até 27 de junho nas categorias Jornalismo Digital, Cobertura Diária e Jornalismo Sonoro. Ao todo, 701 trabalhos foram inscritos na soma das categorias.

Na atual etapa final de avaliação e seleção chegaram 78 trabalhos ao todo: 41 em Jornalismo Digital, 21 em Cobertura Diária e 16 em Jornalismo Sonoro após a rodada técnica inicial e a revisão feita pela equipe de préjurados, formada por 15 jornalistas iberoamericanos ajudados pelo assessor médico do Prêmio Roche 2022.

O especialista em saúde, que participou do processo de pré-seleção, também vai fazer parte da seleção dos finalistas e vencedores junto como o jurado. Seu papel será o de questionar ou esclarecer dúvidas relacionadas ao conteúdo científico e sanitário dos trabalhos que chegaram a esta etapa e garantir o rigor e domínio científico das pautas.

Cada categoria está sendo avaliada por dois jornalistas da equipe de jurados e um deles é o encarregado da revisão dos trabalhos que também participam da menção honrosa em Jornalismo de Soluções, a qual foram inscritos 379 trabalhos jornalísticos. Nesta etapa final, o assessor responsável por escolher o vencedor da menção recebeu 16 trabalhos pré-selecionados para avaliar.

Os vencedores do Prêmio Roche 2022 serão anunciados em novembro em Cartagena (Colômbia).

Conheça a seguir os perfis dos profissionais responsáveis pela seleção dos trabalhos na etapa final da premiação:

Jurados para Jornalismo Digital

Gabriela Warkentin (México). Comunicadora e acadêmica. Premiada como uma das 50 mulheres mais importantes do México pela revista Forbes, e como uma das 300 líderes do país, segundo a revista Líderes. Foi moderadora do Terceiro Debate Presidencial em 2018. Desde setembro de 2016 é apresentadora do jornal Así las cosas, transmitido pela W Radio. Além disso, tem podcast no El País e é colunista na Reforma.

Formada em Comunicação na Universidad Iberoamericana, tem pós-graduação em Literatura Comparada pela Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM) e em Comunicação pela Universidad de Navarra, na Espanha. Docente em universidades nacionais e internacionais, assim como palestrante e consultora de temas de redes sociais, cultura jovem, estratégias de comunicação e novos cenários tecnológicos.

Pedro Doria (Brasil). Jornalista e escritor. Foi editor executivo de O Globo e chefe digital de O Estado de S. Paulo, jornais nos quais atualmente é colunista. É editor y fundador da startup Meio, que já recebeu duas rodadas de investimento e se consolidou como uma das mais importantes e inovadoras do país.

Segue as transformações impostas pelo digital há mais de 20 anos. Foi Knight Fellow em Stanford. Autor de bestsellers sobre a história do Brasil. O mais recente, ‘Fascismo à Brasileira’, mostra as semelhanças entre o movimento integralista da década de 1930 e o bolsonarismo. Também é comentarista na Rádio CBN.

Jurados para Cobertura Diária

Alejandro Valdez (Paraguai). É designer, diretor e cofundador de El Surti, meio digital de jornalismo gráfico, pelo qual recebeu o Prêmio Gabo de Inovação e o Global Youth & News Media Prize. Também impulsiona Latinográficas, programa de formação e aprendizagem para potencializar o jornalismo visual na América Latina.

Deu workshops, palestras e aulas em eventos e universidades internacionais. Foi mentor nos programas de SembraMedia, Fundamedios, Google News Initiative e da Fundação Gabo para meios da Argentina, Colômbia, Brasil e Nicarágua. Expos seu trabalho como designer tipográfico em quinze países e publicou um livro de fotografia documental.

Mariana Varella (Brasil). Formada em Ciências Sociais e jornalista de saúde. Trabalha como jornalista e editora-chefe do Portal Drauzio Varella. Além disso, é colunista de VivaBem Uol.

Estudante de pós-graduação na faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP).

Jurados para Jornalismo Sonoro

Mar Abad (Espanha). É jornalista e escritora. Diretora editorial e cofundadora do podcast El Extraordinario. Autora de ‘Romanones, una zarzuela del poder en 37 actos’ (Livros do K.O.), ‘Antiguas pero modernas’ (Livros do K.O.), ‘El folletín ilustrado’ (Lunwerg) e ‘De estraperlo a postureo’ (Larousse).

Ganhou os seguintes prêmios: Prêmio Archiletras de la Lengua 2022, Prêmio de Jornalismo ForoTransfiere de comunicação científica e tecnológica 2022, Prêmio de Jornalismo Don Quijote 2020, Prêmio Miguel Delibes 2019, Prêmio Internacional de Jornalismo Colombine 2018 e Prêmio de Jornalismo Accenture 2017 na categoria inovação.

Guilherme Alpendre (Brasil). Formado em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Foi diretor executivo da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) entre 2010 e 2017, e trabalhou em diferentes estações de rádio em São Paulo.

Além disso, foi diretor executivo do portal Poder360 (2018-2019) antes de assumir o mesmo cargo na Rádio Novelo. É vicepresidente do diretório da Associação de Jornalismo Digital (Ajor) e um dos mentores da Agência Mural de Jornalismo nas Periferias. Foi jurado da categoria Cobertura no Prêmio Gabo 2021.

Assessor da menção honrosa em Jornalismo de Soluções

Fabrice Le Lous (Costa Rica). Jornalista francês-centroamericano especializado em análise política, jornalismo narrativo e jornalismo de soluções. É diretor do El Financiero de Costa Rica, e consultar para a América Latina da Solutions Journalism Network (SJN). Trabalhou no El Nuevo Diario e na La Prensa de Nicaragua, onde foi diretor da revista dominical de jornalismo narrativo e de cobertura política.

Formado em novas narrativas de jornalismo digital pelo International Center for Journalists (ICFJ) nos Estados Unidos e é capacitador e relator de jornalismo e soluções. Foi préjurado do Prêmio Gabo e aluno da Fundação Gabo.

Assessor médico

Mauricio Gonzalez (México/Estados Unidos). Médico especializado em medicina interna e urgências, morador de Nova York, tratou pacientes com COVID-19 durante a pandemia. Aproveitou o poder da imprensa e das redes sociais para desmentir mitos sobre a ciência e compartilhar dados científicos. Colabora para meios como CNN, Telemundo, Televisa e Univision.

É conhecido como Dr. Mau nas redes sociais, onde alcança diariamente milhões de seguidores, promovendo práticas saudáveis e tornando mais próximo e acessível o conhecimento médico e científico. Fundador, junto com sua esposa Mayte Moncada, do Veggie Power Summit, conferência médica de nutrição que já conta com seis edições.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Feito com por