Pular para o conteúdo

Noticías

O Prêmio Roche 2022 avança: veja os resultados da décima convocatória

julho 07, 2022
O Prêmio Roche 2022 avança: veja os resultados da décima convocatória

A etapa de inscrições da décima edição do Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde acabou em em 27 de junho de 2022 com 701 inscrições. Dessa forma, os autores dos trabalhos inscritos, provenientes de 19 países da América Latina, ampliaram a comunidade jornalística que vem sendo criada pela premiação ao longo de uma década.

Nos seus primeiros dez anos, o Prêmio Roche recebeu a inscrição de 4.743 trabalhos jornalísticos, muitos deles referências de uma cobertura ética, rigorosa e de qualidade de temas de saúde e ciência.

A distribuição dos trabalhos inscritos por categorias na edição de 2022 ficou assim:

Jornalismo Digital: 420 trabalhos inscritos.

Cobertura Diária: 169 trabalhos inscritos.

Jornalismo Sonoro: 112 trabalhos inscritos.

Resultados de la convocatoria del Premio Roche 2022 por cada categoría, en portugués.

As regras da premiação nesta décima edição regula que cada jornalista poderia inscrever um trabalho individual e um realizado em equipe. Ao todo, 441 trabalhos de um só autor e 260 coletivos foram inscritos na premiação.

Resultados de la convocatoria del Premio Roche 2022 por tipo de autor, en portugués.

O trabalho em grupo, tendência do jornalismo latinoamericano, também gerou números interessantes nas inscrições do Prêmio Roche 2022: são os trabalhos transnacionais (coberturas colaborativas entre jornalistas ou meios de comunicação de diversos países) os que lideram os resultados de inscrições por países, com 156 trabalhos com autores de diversos países inscritos.

O Brasil segue no topo da lista com 150 inscrições e a Colômbia ficou em terceiro lugar, com 85. No seguinte quadro você pode ver o número de trabalhos inscritos divididos por países da América Latina.

Resultados de la convocatoria del Premio Roche 2022 por país de origen del medio, en portugués.

Destacam-se no Prêmio Roche as coberturas de saúde ou ciência feitas em toda a América Latina, portanto, o idioma dos trabalhos também influi nos resultados das inscrições: 527 dos trabalhos jornalísticos recebidos foram publicados ou transmitidos em espanhol, enquanto 174 foram feitos em português.

Segundo o “Guía sobre el estado actual del periodismo en salud en América Latina”, as mulheres são maioria na cobertura de saúde. O guia mostra que, na América Latina, 75% das jornalistas abordam o tema, enquanto 25% dos homens trabalham com ele. Essa estatística se refletiu nas inscrições do Prêmio Roche, onde foram recebidos 425 trabalhos feitos por mulheres (60,6% do total de inscrições).

Resultados de la convocatoria del Premio Roche 2022 por género del autor, en portugués.

Nesta décima edição, também se observou evolução do Prêmio Roche nos temas da premiação. Ao inscrever-se, cada jornalista deveria identificar o tema principal (dos seis disponíveis) do seu trabalho. Segundo os resultados das inscrições, os três temas com maior número de inscrições foram: Desafios frente ao atendimento médico, com 276 trabalhos; Mulher e saúde, com 120; e Ações comunitárias para a saúde, com 68. Vale ressaltar que os últimos dois temas são novos na premiação.

Também entregaremos neste ano uma menção honrosa em Jornalismo de Soluções. Os interessados que se inscreveram nesta menção deveriam selecionar a opção correspondente no formulário de inscrições. 379 dos trabalhos inscritos vão concorrer a esta menção honrosa.

A etapa seguinte

Agora, a décima edição da premiação avança para a etapa de verificação dos critérios estabelecidos nas regras do Prêmio dos trabalhos inscritos pela Secretaria Técnica da premiação. Depois, os pré-jurados vão avaliar as inscrições e depois os jurados vão revisar e selecionar os trabalhos avaliados.

Este último grupo, formado por jornalistas e editores de renome na América Ibérica, vai escolher os 3 finalistas de cada categoria e, entre eles, o vencedor de cada uma. O processo vai ser acompanhado por um assessor médico encarregado de velar pelo rigor científico e domínio técnico dos conteúdos inscritos.

Também haverá um assessor para escolher o trabalho de melhor cobertura com enfoque em jornalismo de soluções, que vai receber uma menção honrosa.

Prêmios e cerimonia

O vencedor ou vencedora de cada categoria vai receber este ano uma bolsa de até 5 mil dólares (menos taxas bancárias) para estudos, além de um troféu comemorativo e um certificado. No caso de que o vencedor ou vencedora seja uma equipe, os membros dela vão ter que escolher um representante para receber os benefícios da bolsa.

Por sua vez, os finalistas vão receber um certificado e uma medalha. Os ganhadores de menção honrosa também vão ganhar um certificado.

A premiação será feita em uma cerimônia híbrida em novembro. Ou seja, os finalistas e autores ganhadores de menção honrosa vão participar do evento presencialmente, que neste ano será realizado em Cartagena (Colômbia), junto com o jurado da décima edição e representantes da Fundação Gabo e da Roche América Latina. Familiares, amigos, colegas e o público em geral poderão participar da transmissão da cerimônia pelos canais do YouTube ou Facebook Live da Fundação Gabo.

Sobre a Roche

A Roche é uma empresa internacional pioneira em pesquisa e desenvolvimento de medicamentos e produtos para diagnóstico, que fazem avançar a ciência e melhoram a vida das pessoas. A potência combinada da integração farmacêutica-diagnóstica sob um mesmo teto transformou a Roche na líder em medicina personalizada, uma estratégia que busca proporcionar a cada paciente o melhor tratamento possível.

A Roche é a maior empresa biotecnológica do mundo, com medicamentos autenticamente diferenciados nas áreas de oncologia, imunologia, doenças infecciosas, oftalmologia e neurociência. A empresa também é a líder mundial em diagnóstico in vitro e em diagnóstico histológico do câncer, além de estar na vanguarda no controle da diabetes.

Fundada em 1986, a Roche busca sempre melhorar as formas de prevenir, diagnosticar e tratar as doenças, assim como contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade. A empresa também tem como objetivo melhorar o acesso dos pacientes às inovações médicas, trabalhando em conjunto com todas as partes envolvidas. A Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial da Saúde (OMS) contém 30 medicamentos desenvolvidos pela Roche, entre eles antibióticos, antipalúdicos e remédios contra o câncer que salvam vidas. Pelo décimo segundo ano consecutivo a Roche foi reconhecida pelo Índice de Sustentabilidade Dow Jones (DJSI) como a empresa mais sustentável nas áreas de Indústria Farmacêutica, Biotecnologia e Ciências da Vida.

O Grupo Roche, sediado na Basileia (Suíça), atua em mais de 100 países. No ano de 2019 deu emprego a cerca de 98 mil pessoas, investiu cerca de US$ 13,1 bilhões em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) e suas vendas chegaram a US$ 69 bilhões. A Genentech (Estados Unido), por exemplo, é uma das subsidiárias do Grupo Roche, que também é acionista majoritário da Chugai Pharmaceutical (Japão). Para mais informação, consulte a página www.roche.com.

Sobre a Fundação Gabo

É uma instituição criada pelo jornalista e prêmio Nobel de literatura colombiano Gabriel García Márquez. Desde 1995 realiza workshops, prêmios, bolsas, publicações e lidera iniciativas para transmitir às novas gerações o sonho de Gabo, de fazer o melhor jornalismo do mundo: um jornalismo independente e que busca investigar, decifrar e explicar os fatos com rigor, ética e criatividade, para que a sociedade seja mais bem informada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Feito com por