Pular para o conteúdo

Noticías

O que você deve saber sobre o Prêmio Roche: evolução nas temáticas da premiação

abril 05, 2022
O que você deve saber sobre o Prêmio Roche: evolução nas temáticas da premiação

Ao inscrever seu trabalho no Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde você não deve levar em conta apenas que o formato esteja dentro de uma das 3 categorias em disputa a cada ano – nesta décima edição as categorias são Jornalismo Sonoro, Jornalismo Digital e Cobertura Diária -, mas também deve conhecer as seis temáticas que a premiação apresenta sem suas regras. Sua inscrição deve tratar de ao menos um desses temas para ser levada em conta e avançar para a etapa de julgamento.

Inscreva-se aqui na décima edição

Tais temáticas surgiram da agenda de notícias da América Latina, enfocada na cobertura jornalística de temas de saúde e ciência. É assim como o acesso aos serviços de saúde, as políticas sanitárias, os diferentes tipos de doenças e a inovação científica a favor de um melhor atendimento para as pessoas foram temas constantes nos dez primeiros anos do Prêmio.

E agora que estamos fazendo esta renovação, a principal evolução está concentrada nessas seis temáticas que demarcam os limites da cobertura jornalística que damos destaque com o Premio Roche de Jornalismo em Saúde. A necessidade de atualização surge do dinamismo próprio do jornalismo. Se algo nos ensinou a cobertura da pandemia da COVID-19 é que neste ofício não há “ilhas” e que os efeitos de um tema podem ser vistos ou analisados por diferentes áreas da investigação jornalística.

Focamos nisso para a evolução das temáticas, com a atualização de quatro temas e a criação de mais dois, seguindo, além disso, se espelhando nos trabalhos vencedores do Prêmio Roche nas últimas edições que foram além do sanitário, clínico ou científico e que integraram visões sociais, econômicas, comunitárias, entre outras, em suas coberturas.

Conheça agora cada uma destas temáticas:

Desafios frente ao atendimento de saúde

Neste tema estarão os trabalhos enfocados nas brechas da cobertura oportuna da saúde, a inexistência da infraestrutura adequada para o atendimento, a escassez de oportunidades para a capacitação dos profissionais da saúde, o bom ou mal uso dos recursos físicos e financeiros, assim como os desafios a serem superados em um território em relação a essas problemáticas e as metas ou soluções alcançadas.

Doenças não transmissíveis e de pouca prevalência

As doenças não transmissíveis (DNT), assim como as doenças raras ou de pouca prevalência tem espaço nesta temática que busca escarafunchar a carga social (paciente, família, comunidade) e administrativa (sistema de saúde) dessas patologias, assim como os diagnósticos oportunos, sua incidência no curto e médio prazo, o nível nos métodos de cuidado para essas pessoas ou no efeito da pandemia da COVID-19 nessa população, seus cuidadores e atendimento aos pacientes por um sistema de saúde em xeque por causa da pandemia.

Inovações no atendimento de saúde

Temática feita para os trabalhos enfocados nos avanços da tecnologia a serviço da saúde, da medicina e da ciência, seu efeito no atendimento ao paciente e seu aporte eventual à sustentabilidade dos sistemas de saúde. Procuramos trabalhos jornalísticos sobre soluções inovadoras que vão desde o espectro clínico, como tratamentos e procedimentos, até intervenções não médicas, como as digitais e baseadas em dados, seus benefícios ou desvantagens, segundo o território em que são aplicadas.

Reformas políticas para melhorar o atendimento de saúde

Fortalecemos esta temática da premiação para receber trabalhos jornalísticos sobre regulamentações, reformas, projetos de lei e políticas públicas de saúde, novas ou não, suas implicações e efeitos na população, a comunidade de pacientes que corresponda, o sistema de saúde e seus profissionais, assim como um seguimento e o cumprimento ou possível descumprimento do atendimento.

Mulher e saúde

Com esta nova temática buscamos trabalhos que abordem o atendimento médico às mulheres, as doenças que mais as acometem, seu papel cultural no cuidado da saúde da família, assim como as situações externas que as tornam vulneráveis em comparação com os homens. Há falta de documentação, investigação e informação sobre mulher, gênero e saúde, por isso é importante dar destaque a trabalhos que sigam essa linha e que também mostrem soluções, iniciativas ou políticas sobre as necessidades dessa população, assim como o potencial impacto dessas.

Ações comunitárias para a saúde

Por meio desta nova temática queremos visibilizar as ações de profissionais da saúde, associações de pacientes, governantes, empresas privadas, familiares, entre outros, nascidas das necessidades da comunidade, para gerar acesso a melhores condições de saúde. Também buscamos histórias que fomentem a participação comunitária na tomada de decisões, e o empoderamento da população a favor da gestão dos problemas de saúde e atendimento por meio de inovações ou alianças estratégicas.

Conheça mais sobre o Premio Roche 2022

Sobre o Prêmio Roche

O Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde é uma iniciativa da Roche América Latina com a Secretaria Técnica da Fundação Gabo, que procura reconhecer a excelência e estimular a cobertura jornalística de qualidade em temas de saúde e ciência na América Latina, integrando olhares sanitário, econômico, político, social, entre outras áreas de investigação do jornalismo.

Para mais informação ou para tirar dúvidas sobre a décima edição do Prêmio Roche, escreva para o email: premioroche@fundaciongabo.org

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Feito com por