‘Elas por Elas’, o olhar da violência de gênero através da saúde, vence o Prêmio Roche 2020 na categoria Cobertura Diária

'Elas por elas', trabalho vencedor na categoria Cobertura Diária do Prêmio Roche 2020.

O seguimento sistemático das histórias de mulheres vítimas de violência de gênero em Brasília durante os 365 dias de 2019 feito pelo projeto ‘Elas por Elas’ levou o Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde 2020 na nova categoria da premiação: Cobertura Diária.

O conjunto de histórias foi publicado em Metrópoles (Brasil) e é de autoria de Olivia Meireles, Lilian Tahan, Priscilla Borges, Maria Eugênia, Erica Montenegro, Juliana Contaifer, Yanka Romão, Stephanie Arcas, Stela Woo e Raquel Martins Ribeiro.

Veja o trabalho.

Para o jurado desta categoria, o trabalho vencedor tem valores jornalísticos, narrativos e de enfoque social elevados, o que o torna merecedor do Premio Roche 2020, e chama a atenção para um assunto de interesse nacional e global como o a violência contra as mulheres, que foi tratado como um problema de saúde. O trabalho também apresenta uma boa narrativa jornalística da realidade dos feminicídios, usando entrevistas e jornalismo de dados.

O jurado da Cobertura Diária foi formado por Marianela Balbi, jornalista e diretora executiva do Instituto Prensa y Sociedad (IPYS) da Venezuela, e Daniela Pinheiro, jornalista e bolsista do Reuters Institute for the Study of Journalism na Universidade de Oxford, na Inglaterra, e pelo assessor médico doutor Guillermo Capuya.

Sobre os autores

Olivia Meireles: Editora de dados e projetos especiais do Metrópoles. Foi indicada ao Prêmio Gabriel García Márquez em 2018. Trabalhou por cinco anos no Correio Braziliense e dois anos na Veja Brasília.

Lilian Tahan: Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Priscilla Borges: Atuou como repórter no Correio Braziliense, foi editora da revista Darcy, repórter do portal iG e coordenou a Assessoria de Comunicação do Inep. Ganhou prêmios na área de Direitos Humanos.

Maria Eugênia: Foi editora-chefe do Metrópoles e do Jornal de Brasília. Trabalhou também no Correio Braziliense, na Band News FM, e na Comunicação para a Copa do Mundo 2014, junto ao GDF.

Erica Montenegro: Formada pelo UniCeub, é pós-graduada em jornalismo social pela PUC-SP. Trabalhou no Correio Braziliense, jornal Metro, revista Darcy e Jornal de Brasília.

Juliana Contaifer: Formada na Universidade de Brasília (UnB). Atuou como repórter do Correio Braziliense e atualmente, no Metrópoles. Venceu o Prêmio Bradesco Longevidade e o Prêmio CNT.

Yanka Romão: Concluiu o curso de artes visuais na Saga e atua na área de design e ilustração desde 2016. Trabalhou na Agência Kabe e na Produtora Influenza na área de criação de conteúdos.

Stephanie Arcas: Formada em Design pela Universidade de Brasília (UnB), trabalha nas áreas de ilustração e animação. Atuou como designer em Apex-Brasil e Quartinho Direções Artísticas.

Stela Woo: Designer gráfica e ilustradora formada em design pela Universidade de Brasília (UnB). Fez um ano de graduação-sanduíche em ilustração e animação na Parsons The New School for Design.

Raquel Martins Ribeiro: Formada em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá (Brasília).Tem passagens pelo Correio Braziliense, Jornal de Brasília e por assessorias de imprensa.

Sobre o Prêmio Roche

O Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde é uma iniciativa da Roche América Latina e da Secretaria Técnica da Fundação Gabo, que busca reconhecer a excelência e fomentar o trabalho jornalístico de qualidade na cobertura de temas de saúde na América Latina.

Feito com por

Pin It on Pinterest