Inscreva-se no Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde, em sua sétima edição

No próximo dia 7 de novembro de 2018 serão abertas as inscrições para o Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde 2019, nas categorias Televisão e Vídeo e Jornalismo Escrito, com o fim de reconhecer a excelência e estimular a cobertura jornalística de qualidade sobre saúde na América Latina. Inscreva-se aqui no Prêmio Roche.

O Prêmio Roche – que em suas seis edições registrou 1.880 trabalhos inscritos – é organizado por Laboratórios Roche América Latina, em colaboração com a Secretaria Técnica da FNPI – Fundação Gabriel García Márquez para o Novo Jornalismo Iberoamericano.

As inscrições estarão abertas até dia 4 de abril de 2019 e serão aceitos trabalhos originais, em espanhol ou em português, publicados ou transmitidos na América Latina entre 1º de janeiro de 2017 e 31 de dezembro de 2018. As inscrições deverão ser realizadas através do site www.premiorochedejornalismo.com y www.premiorochedeperiodismo.com. Conheça as regras da premiação.

Na categoria Televisão e Vídeo será premiado o melhor trabalho jornalístico produzido e transmitido na América Latina na televisão aberta, fechada ou em mídia digital. Já na categoria Jornalismo Escrito será reconhecido o melhor trabalho publicado em qualquer meio impresso ou digital da América Latina. Em ambas categorias, os trabalhos deverão tocar ao menos um dos seguintes temas:

  •      – Inovação nos cuidados da saúde
  •      – Biotecnologia na área da saúde
  •      – Acesso a tratamentos de saúde
  •      – Pesquisa e desenvolvimento na saúde
  •      – Regulamentação e políticas públicas de saúde
  •      – Oncologia

Os vencedores serão anunciados em julho de 2019 durante o Roche Press Day, fórum educativo anual de jornalismo científico e de saúde, organizado todos os anos pela Roche. Os vencedores poderão escolher entre uma bolsa com todos os gastos pagos para participar de um workshop internacional da FNPI ou participar do Festival Gabo em Medellín, na Colômbia. Além disso, os ganhadores receberão uma medalha comemorativa do prêmio e um certificado de reconhecimento pela atuação destacada na área.

  • Também será entregue uma menção honrosa a um trabalho na categoria de acesso a tratamentos de saúde.

“A Roche América Latina tem orgulho de poder seguir aumentando o legado deste prêmio na região, impulsionando a cobertura de qualidade em temas de saúde e de acessos da cuidados da saúde”, comentou Jessica Claros, Roche External Communications Leader. “Em sua sétima edição, já presenciamos a evolução do prêmio e como ele tem gerado discussões sobre temas prioritários nos nossos países.”

  • Ricardo Corredor Cure, diretor executivo da FNPI, por sua vez, destacou que “o prêmio não busca apenas reconhecer e valorizar o árduo trabalho que realizam diariamente os jornalistas que cobrem a saúde, mas também consolidar uma comunidade que acredita firmemente no papel de serviço público que o jornalismo carrega. As 1880 inscrições que recebemos até agora evidenciam uma rede ativa e vibrante de colegas que estão convencidos de que o jornalismo de saúde hoje é mais necessário que nunca”.

Edições anteriores

Ao longo das primeiras seis convocatórias do Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde, de 2013 a 2018, foram recebidas 1.880 inscrições de trabalhos de 19 países da América Latina. O Prêmio alterna suas categorias a cada ano: Jornalismo Escrito e Televisão e Vídeo nos anos ímpares, e Rádio e Internet nos anos pares.

Vencedores 2013

Jornalismo Escrito: Flavia Duarte, do Brasil. Trabalho: Longevidade: para todos?

Televisão e Vídeo: Federico Uribe, da Colômbia. Trabalho: Valiente Valentina

Ganadores 2014

Rádio: Hebert Araújo e Luis Sousa de Brasil.Trabalho: A volta da voz

Internet: Airam Fernández, Tamoa Calzadilla, Jesús Alberto Yajure e Laura Weffer Cifuentes, de Venezuela. Trabalho: Pinchanalgas al garete

Ganadores 2015

Jornalismo Escrito: Gabriela Sá Pessoa, Anna Beatriz Pouza e Natacha Cortéz, de Brasil. Trabalho: Dor em Dobro.

Televisão e Vídeo: Luciana Osório, Drauzio Varella, Wellington Almeida, Flavio Lordello, Amanda Prada e Marconi Mato, de Brasil. Trabalho: Pedra no caminho.

Ganadores 2016

Rádio: Martha Amor, Fabián Cardozo e Rudy Negrete, de Colombia. Trabalho: De vacunas, abandono y otros demonios.

Internet: Pamyle Brugnago, Cleisi Soares, Arivaldo Hermes, Rafael Álvarez, Rafaela Martins e Gilmar, de Souza de Brasil. Trabalho: Cicatrizes do trabalho.

Ganadores 2017

Jornalismo Escrito: Vinicius Sassine, de Brasil. Trabalho: Recusas da FAB impedem transplantes de 153 órgãos.

Televisão e Vídeo: Paz Montenegro e Magaly Messenet, de Chile. Trabalho: Alzheimer: música para recordar.

Ganadores 2018

Rádio: Juan Camilo Chaves Rodríguez e Charlotte de Beauvoir, de Colombia. Trabalho: Doctor: ¿Esto es normal?

Internet:David González Travieso (dirección editorial) y equipos de Ipys Venezuela e El Pitazo, de Venezuela. Trabalho: ‘Huérfanos de la salud’

Sobre a Roche

A Roche é uma empresa internacional pioneira em pesquisa e desenvolvimento de medicamentos e produtos relacionados a diagnósticos enfocados no avanço da ciência e na melhora da vida das pessoas. A integração farmacêutica-diagnóstico converteu a Roche na líder da medicina personalizada, em uma estratégia orientada a proporcionar o melhor tratamento possível para cada paciente.

A Roche é a maior empresa biotecnológica do mundo, com medicamentos autenticamente diferenciados nas áreas de oncologia, imunologia, doenças infecciosas, oftalmologia e neurociência. A empresa também é a líder mundial em diagnóstico in vitro e em diagnóstico histológico do câncer, além de estar na vanguarda no controle da diabetes.

Fundada em 1986, a Roche busca sempre melhorar as formas de prevenir, diagnosticar e tratar as doenças, assim como contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade. A empresa também tem como objetivo melhorar o acesso dos pacientes às inovações médicas, trabalhando em conjunto com todas as partes envolvidas.

A Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial da Saúde (OMS) contém 28 medicamentos desenvolvidos pela Roche, entre eles antibióticos, antipalúdicos e remédios contra o câncer. Pelo nono ano consecutivo a Roche foi reconhecida pelo Índice de Sustentabilidade Dow Jones (DJSI) como a empresa mais sustentável nas áreas de Indústria Farmacêutica, Biotecnologia e Ciências da Vida.

O Grupo Roche, sediado na Basileia (Suíça), atua em mais de 100 países. No ano de 2016 deu emprego a mais de 94 mil pessoas, investiu cerca de US$ 10 bilhões em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) e suas vendas chegaram a US$ 50,6 bilhões. A Genentech (Estados Unido), por exemplo, é uma das subsidiárias do Grupo Roche, que também é acionista majoritário da Chugai Pharmaceutical (Japão). Para mais informação, consulte a página www.roche.com.

Sobre a FNPI

Os programas jornalísticos da FNPI (Fundação Gabriel García Márquez para o Novo Jornalismo Ibero-americano) têm como objetivo formar, incentivar e conectar jornalistas, meios de comunicação e empreendimentos jornalísticos em espanhol e português. Com isso, a fundação busca promover a excelência, a inovação e a ética do jornalismo, para que este contribua para o avanço em direção a sociedades melhor informadas, nas quais a cidadania seja exercida plenamente.

A FNPI foi criada em Cartagena, Colômbia, em 1994, e começou a funcionar no ano seguinte como produto da preocupação de Gabriel García Márquez – que iniciou sua carreira de escritor como repórter – em estimular as vocações, a ética e a boa narração no jornalismo ibero-americano.

Até meados de 2017 a FNPI havia organizado 1.096 atividades que impactaram 93 mil jornalistas dos meios de comunicação mais importantes de todos os países de língua espanhola e portuguesa da Ibero-américa.

Para mais informações, visite www.fnpi.org.

Informação e contato para a imprensa:

Jaime Beltrán Villalobos

Coordenador do Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde

Email: premioroche@fnpi.org

Telefone: (57 5) 6645890

Hecho con por

Pin It on Pinterest