Pular para o conteúdo

Noticías

Histórias vencedoras do Prêmio Roche e conquistas para rememorar os 10 anos da premiação

abril 19, 2022
Histórias vencedoras do Prêmio Roche e conquistas para rememorar os 10 anos da premiação

A comemoração dos dez anos do Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde nos leva a refletir sobre o caminho trilhado e as metas alcançadas ao longo das edições da premiação. Os trabalhos jornalísticos vencedores, as premiações entregues, os reconhecimentos dados aos colegas e muito mais nos leva a afirmar que sim, nós conseguimos fortalecer o jornalismo de saúde na América Latina.

Relembre conosco dez anos de conquistas, reviva o melhor do jornalismo da região, e, ao terminar de ler esta nota, anime-se a inscrever seu trabalho no Prêmio Roche 2022.

Cinco trabalhos que contam a história do concurso

1.Valiente Valentina” – 2013 – Jornalismo Audiovisual: Uma cobertura por muito tempo da história de uma criança que luta para sobreviver a uma leucemia, ganhando várias batalhas, como participar de uma olimpíadas de conhecimento.
Autor: Federico Uribe.
País: Colômbia.
Meio: Telemedellín.

2.Pinchanalgas al garete” – 2014 – Jornalismo Digital: Histórias de várias mulheres que faleceram depois de se submeterem a cirurgias estéticas, o trabalho busca criar consciência sobre o uso de biopolímeros nesses procedimentos. É uma denúncia da pseudociência e da pseudomedicina.
Autores: Airam Fernández, Tamoa Calzadilla, Jesús Alberto Yajure, Laura Weffer.
País: Venezuela.
Meio: Últimas Noticias.

3.De vacunas, abandono y otros demonios” – 2016 – Jornalismo Sonoro: Uma crônica com diferentes relatos de um fato que parece ter saído do realismo mágico de Gabo quando, em El Carmen del Bolívar, na Colômbia, centenas de adolescentes começam a desmaiar sem explicação aparente.
Autores: Martha Amor, Fabián Enrique Cardoso, Rudy Negrete.
País: Colômbia.
Meio: UdeC Radio.

4.Elas por elas” – 2020 – Cobertura Diária: Este trabalho contam as histórias de todas as vítimas de feminicídio no Distrito Federal, no Brasil, em 2019. A equipe investigou e perfilou 33 mulheres de diferentes classes sociais, conectadas pela realidade da violência de gênero.
Autores: Olívia Meireles, Lilian Tahan, Priscilla Borges, María Eugênia, Erica Montenegro, Juliana Contaifer, Yanka Romão, Stefanie Arcas, Stela Woo, Raquel Martins Ribeiro.
País: Brasil.
Meio: Metrópoles.

5.Huir Migrar Parir” – 2021 – Jornalismo Escrito: Projeto jornalístico transnacional e colaborativo, que usa como fio condutor a história de uma jovem venezuelana de 19 anos que, depois de descobrir estar grávida, começou uma travessia de mais de 4 mil quilômetros e três fronteiras: de Venezuela a Colômbia, da Colômbia ao Equador, e do Equador ao Peru.
Autores: María Laura Chang, Jordy Meléndez, Albor Rodríguez, Héctor Torres, Isabela Ponce, José María León, Juan Camilo Maldonado, Elizabeth Otálvaro, Erick Lezama, Raylí Luján, Ana Cristina Basantes, Laura Cruz, Martha Viaña, Paula Thomas.
Países: México, Ecuador, Colombia e Venezuela.
Meios: Distintas Latitudes, GK, Mutante e La Vida de Nos.

Cobertura da COVID-19

Não poderíamos relembrar a história do Prêmio Roche sem mencionar o impacto da COVID-19 na premiação. Iniciada na oitava edição, a chegada do vírus na América Latina mudou em certa medida o certame naquele ano. Foi necessário envolver a cobertura deste fato na premiação, e para isso criou-se a menção honrosa em Cobertura Jornalística da COVID-19, que esteve presente nas edições de 2020 e 2021.

Além disso, como no resto do mundo, a cerimônia presencial foi suspensa e o Prêmio Roche foi celebrado de maneira totalmente virtual, com workshops transformados em seminários web, transformados em emojis e palavras de incentivo por meio do chat em uma transmissão ao vivo da premiação.

Compartilhamos abaixo dois dos trabalhos jornalísticos premiados pelas coberturas rigorosas da pandemia:

Cobertura da Agência Pública sobre o coronavírus – 2020 – Menção Honrosa
Autores: Equipe da Agência Pública.
País: Brasil.
Meio: Agência Pública.

COVID-19: 100 días de la pandemia del coronavirus – 2021 – Jornalismo Audiovisual.
Autores: Rudy Jordán, Óscar Ramírez, Luis Jesús Jacobo, Carlos Eduardo Hidalgo, José Manuel Romero, Carls Lewis Mayo, Soine Díaz, Bryan Albornoz, Antonio Álvarez.
País: Perú.
Meio: Diario El Comercio.

Cinco conquistas que guiam o futuro da premiação

1. Um prêmio de referência: Graças aos trabalhos jornalísticos finalistas e vencedoras, nos tornamos referência ou guia para a cobertura de saúde e ciência na América Latina, não apenas para as novas gerações de jornalistas, mas também para os colegas experientes que buscam investigar esses temas ou conhecer novas maneiras do fazer jornalístico.

2. Maior interesse pela saúde e ciência: O aumento no número de inscrições no Prêmio demonstra um maior interesse dos jornalistas latino-americanos pela cobertura de temas de saúde ou ciência. Mas também é uma mostra do posicionamento da premiação na região e do conhecimento que os colegas têm sobre este, significando um crescimento para a nossa comunidade de jornalistas de saúde, fomentada com o trabalho colaborativo e em rede.

3. Monitoramento do jornalismo de saúde: Ter recebido cerca de 5 mil trabalhos jornalísticos nas nove primeiras edições da premiação nos permitiu monitorar o estado do jornalismo de saúde na América Latina ao identificar temas, estilos, práticas, gêneros e outras características desses trabalhos. Isso somado ao contato com os jornalistas da região também nos fez consolidar a informação na criação desta Guia, publicada em 2021.

4. Evolução constante: As mudanças no Prêmio foram obrigatórias, em linha com o dinamismo da agenda noticiosa da América Latina e do ofício jornalístico como tal. Nesta primeira década fizemos mudanças nas categorias e seus termos de inscrição, e incluiu-se novas temáticas em menções honrosas em Jornalismo de soluções e de Mulher e saúde.

5. Fomento da aprendizagem: Contribuímos para a formação acadêmica dos jornalistas da região com a participação dos vencedores do Prêmio Roche nas atividades da Fundação Gabo em edições anteriores e, recentemente, com a entrega de uma bolsa para estudos. Além disso, o surgimento de novos espaços – dentro da premiação – para o intercambio de experiencias e aprendizagens, também foi um aporte a esta formação, com os workshops, seminários web e a seção Colunistas.

Sobre o Prêmio Roche

O Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde é uma iniciativa da Roche América Latina com a Secretaria Técnica da Fundação Gabo, que procura reconhecer a excelência e estimular a cobertura jornalística de qualidade em temas de saúde e ciência na América Latina, integrando olhares sanitário, econômico, político, social, entre outras áreas de investigação do jornalismo.

Para mais informação ou para tirar dúvidas sobre a décima edição do Prêmio Roche, escreva para o email: premioroche@fundaciongabo.org 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Feito com por