Uma história sobre abortos e WhatsApp é a vencedora do Prêmio Roche 2019 na categoria Jornalismo Escrito

Exclusivo: Por dentro de uma ‘clínica secreta’ de aborto no WhatsApp

O resultado de uma investigação encoberta, de cinco meses, dentro de um grupo de WhatsApp que promove o aborto, vendendo remédios e proporcionando um serviço de “obstetrícia virtual” através de vídeo, áudio e texto, é a história vencedora do Prêmio Roche 2019 na categoria Jornalismo Escrito.

Exclusivo: Por dentro de uma ‘clínica secreta’ de aborto no WhatsApp”, de Nathalia Passarinho, da BBC News Brasil, narra, em quatro partes multimídias, os riscos e as dificuldades das mulheres brasileiras que decidem abortar de forma clandestina a partir das recomendações de um grupo nesta rede social.

O jurado do Prêmio Roche 2019, formado por Andrew Fishman e David González, com a assessoria médica do doutor Carlos Francisco Fernández, destacou a força do relato e a originalidade da investigação do trabalho vencedor. Com um enfoque balanceado, a jornalista retoma, a partir dos dados, os conceitos médicos e as diferentes posturas frente ao problema, em um debate que segue vigente. (link del acta)

Sobre a autora

É formada em Comunicação Social pelo Centro Universitário de Brasília (2005-2009), com mestrado em Estudos da América Latina pela Universidade de Oxford (2016-2017), no Reino Unido. É repórter da BBC News Brasil desde setembro de 2017, onde escreve sobre diversos temas, especialmente política, economia e saúde, além de participar ao vivo de programas de TV e rádio da BBC World Service para discutir temas relacionados ao Brasil. Antes, foi repórter de política do G1-Portal de notícias da TV Globo, em Brasília, cobrindo Presidência da República, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal. Durante seus 10 anos de carreira jornalística, participou de grandes coberturas nacionais e internacionais, como eleições presidenciais, o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Assembleia-Geral da ONU, em Nova York, e reuniões do Mercosul e do G20 em diferentes países. Nos últimos anos, conduziu reportagens investigativas de impacto, como a que revelou um grande esquema de corrupção em processos de licitação de transportes públicos de 19 cidades brasileiras, em sete estado; e a que mostrou que um perfil falso do Wikipedia foi usado para embasar um documentário sobre o fim da ditadura militar no Brasil, uma tese acadêmica e uma importante decisão judicial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro sobre os efeitos de cobrir o rosto em manifestações de rua. 

Hecho con por

Pin It on Pinterest