Conheça os finalistas do Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde 2018

O Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde, que neste ano chega a sua à sexta edição, anuncia os seis finalistas em suas duas categorias: Rádio e Internet. Julgados por 6 pré-jurados, 4 jurados e um assessor médico em duas etapas, os finalistas foram eleitos como os melhores trabalhos de jornalismo em saúde na América Latina em competição com outras 429 reportagens inscritas neste ano.

Dos finalistas escolhidos – jornalistas e equipes jornalísticas de cinco países da região – sairão dois vencedores, que serão anunciados no próximo dia 5 de julho, em Cali, na Colômbia, durante o Roche Press Day, fórum educativo anual sobre jornalismo de saúde e ciência organizado pela Roche.

Como prêmio, os vencedores poderão escolher – com todos os gastos pagos – entre uma bolsa para participar em qualquer um dos workshops organizados pela FNPI ou participar do Festival Gabriel García Márquez de Jornalismo, que será realizado de 3 a 5 de outubro deste ano na cidade de Medellín, na Colômbia. Todos os finalistas, incluindo os vencedores, serão convidados ao Roche Press Day e receberão um certificado, uma medalha e uma cópia do livro Gabo Periodista. Além disso, será dada uma menção honrosa a um trabalho de cada categoria dedicado ao tema de acesso aos cuidados de saúde.

Conheça os finalistas

Categoria Rádio

O jurado da categoria Rádio foi formado por: Ricardo Sandoval Palos, diretor de projetos de investigação e informes especiais na InsideClimate News e membro do 100Reporters; Mariana Ferrão, apresentadora do programa de saúde Bem Estar e fundadora e apresentadora do programa Saúde de Corpo e Alma da Rádio Globo; Juan Valentín Fernández de la Gala, assessor médico formado em Medicina, especialista em Antropologia Forense e autor da tese Médicos y medicina en la obra de García Márquez. Os jurados escolheram os seguintes três trabalhos como os melhores entre as 75 inscrições participantes da categoria Rádio nos idiomas espanhol e português.

Depresión; necesitamos hablarlo
Autores: Lucano Romero Cárcamo y Ana Cecilia Rangel Garrido
Meio: XHFJ Radio Teziutlán
País: México

Clique aqui para escutar o trabalho parte1, parte 2

Considerações do jurado:

Com um título muito apropriado, trata de um tema que merece ser falado. Este trabalho é uma grande oportunidade para discutir uma questão pouco abordada e que se torna cada vez mais comum. Do ponto de vista jornalístico, mostra um uso interessante de recursos e tecnologias. Os jornalistas foram às ruas e fizeram bom uso das técnicas jornalísticas. Foram responsáveis com os aspectos éticos envolvidos no tema e trataram com respeito os testemunhos dos pacientes, autoridades e especialistas.

Doctor: ¿Esto es normal?
Autores: Juan Camilo Chaves Rodríguez e Charlotte De Beauvoir
Meio: Cerosetenta
País: Colômbia

Clique aqui para escutar o trabalho
Considerações do jurado:

É um trabalho jornalístico do começo ao fim, um pacote completo, que, com uma atitude social, aborda um assunto científico. Demonstra um grande trabalho de produção que causa impacto. Conta uma boa história que consegue cativar a audiência desde o princípio e prolonga o suspense durante toda a narração. Transmite emoção através do som, o que permite uma melhor comunicação da informação aos ouvintes.

Katana no quiere parir: un análisis periodístico de la baja fecundidad en Cuba
Autores: Gretta Espinosa Clemente e Laura Brunet
Meio: Emisora Provincial Radio Ciudad del Mar
País: Cuba

Clique aqui para escutar o trabalho parte1, parte 2

Considerações do jurado:

Trabalho muito bom, que usa uma estatística específica da saúde – a baixa fecundidade em Cuba – para discutir outros aspectos sociais, econômicos e demográficos. Apresenta uma abordagem profissional, ética e experiente, o que indica o excelente desenvolvimento do jornalismo em Cuba. Vale ressaltar a pluralidade de fontes e os diversos ângulos com os quais se pode analisar o tema.

O jurado também considerou uma menção honrosa ao tema de “Acessos aos cuidados da saúde” para:

Dar à luz a dor
Autores: Hebert Araújo, Jonathan Dias e Joana Rosa
Meio: Rádio CBN João Pessoa
País: Brasil
Clique aqui para escutar o trabalho parte 1, parte 2, parte 3

Considerações do jurado:

Este trabalho representa uma oportunidade para abrir a discussão sobre um tema no qual há muita falta de informação e do qual muitas mulheres, apesar de se tratar de um direito, não se atrevem a falar. Aborda um problema que envolve tanto o sistema público como o privado. É informativo tanto para pacientes como para profissionais da saúde.

Categoria Internet

O jurado da categoria Internet foi formado por: Cilene Pereira, jornalista do Jornal do Brasil, Jornal O Globo, O Estado de S.Paulo e editora da revista Istoé; Nora Bär, editora e colunista de Ciência e Saúde do jornal La Nación, da Argentina, e presidenta da Red Argentina de Periodismo Científico; Juan Valentín Fernández de la Gala foi o assessor médico. Eles escolheram os três trabalhos seguintes como os melhores entre 360 reportagens em português e espanhol inscritos nessa categoria.

Vivendo a morte
Autora: Joana Suarez
Meio: O Tempo
País: Brasil

Clique aqui para ver o trabalho completo

Considerações do jurado:

Trata-se de uma descrição importante dos avanços nos cuidados paliativos e se destaca por utilizar uma variedade de recursos, como múltiplas fontes, documentos e material visual. Atrai por seu layout interativo e não se centra somente nos testemunhos individuais, pois também mostra uma visão geral de um problema cada vez mais importante na saúde pública: como tratar o final da vida.

Huérfanos de la salud
Autor: David González
Meio: Ipys Venezuela e El Pitazo
País: Venezuela

Clique aqui para ver o trabalho completo

Considerações do jurado:

É um trabalho que se sobressai, que combina amplitude e profundidade de maneira incomum. Em seis capítulos permeados por uma investigação rigorosa, traça um mapa detalhado da realidade venezuelana em relação à saúde infantil sem deixar de lado o âmbito pessoal com histórias muito bem contadas. É de se destacar também o trabalho em equipe realizado, uma vez que esta reportagem é resultado de um esforço coordenado entre 40 jornalistas.

Los niños chupadores de Paraguaipoa
Autor: Hugo Mario Cárdenas López
Meio: El País
País: Colômbia
Clique aqui para ver o trabalho completo

Considerações do jurado:

Este trabalho, absolutamente original, descobre um problema de saúde por trás de uma trama aparentemente policial. As crianças utilizadas na fronteira entre Colômbia e Venezuela que fazem contrabando de combustível carregam no corpo os estragos desta prática. O autor o descreve com uma prosa notável e de grande qualidade narrativa, que cativa sem apoiar-se muito em recursos audiovisuais.

O jurado também considerou uma menção honrosa ao tema de “Acessos aos cuidados da saúde” para:

Luta pela vida, reforço da desigualdade ou gasto desenfreado? A difícil equação da judicialização de saúde
Autora: Mariana Alvim
Meio: BBC Brasil
País: Brasil

Clique aqui para ver o trabalho completo

Considerações do jurado:

Em um momento no qual os sistemas de saúde pública em todo o mundo enfrentam dificuldades que parecem intransponíveis, este artigo se enfoca no problema dos altos custos dos medicamentos, quem tem acesso a eles e quais são os conflitos que envolvem o Estado para que a saúde seja um direito verdadeiramente universal.

Sobre o Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde

O Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde é uma iniciativa da Roche América Latina e da Secretaria Técnica da FNPI – Fundação para o Novo Jornalismo Iberoamericano de Gabriel García Márquez, que busca valorizar a excelência e fomentar o trabalho jornalístico de qualidade na cobertura a temas de saúde na região. Desde a sua primeira edição, em 2013, o prêmio recebeu 1.880 inscrições de trabalhos de jornalistas e equipes jorn

Hecho con por

Pin It on Pinterest